FANDOM


Cidade localizada ao sul de Gaj-Kor' e oeste de Nadias, é protegida por duas enormes muralhas (ao estilo de Gaj-Kor') e governada pelas amazonas.

Amazonæa começou ser construída bem antes do Ragnarök, e devido sua posição, foi a única cidade de Gaja que não sofreu com ele.

A cidade de Amazonæa está construída bem às margens da Floresta Proibida e junto à nascente do Rio Ipear, o que faz muitos acreditarem que para terem construído a cidade, as amazonas tiveram a permissão e até proteção do misterioso povo da floresta.

Estima-se que a cidade tenha começado a ser construída 12 anos depois que Suzêne, cansada do que considerava abusos arbitrários dos homens, fundou, junto com Latifa, o grupo das Amazonas de Gaja, que hoje é considerada praticamente uma escola.

Desde sua fundação, Amazonæa vem sofrendo perseguições de várias partes de Gaja, que nunca aceitaram pacificamente a filosofia feminista das amazonas. Para tentar amenizar a situação com o reino de Gaja, as governantes de Amazonæa aceitam pagar impostos cobrados pelo rei, mas seus cobradores não têm permissão de entrar na cidade; o imposto é pago aos portões da cidade e calculado para toda a cidade. Este cálculo obviamente nunca reflete tudo que seria devido oficialmente, por outro lado as amazonas não recebem as vantagens que os cidadãos "de bem" de Gaja recebem, e portanto acreditam que pagam até demais só para não serem tão importunadas.

Pelo menos durante o reinado de Marnov VI as cidadãs de Amazonæa não tiveram ainda que guerrear contra o exército do rei, como aconteceu várias vezes na história, principalmente no tempo de Marnov IV.