FANDOM


Ariel
A Gran-Elemental da água Ariel foi conjurada por Jara em 335 jP. Assim como outras atitudes de Jara, a deusa diz que a criação de sua Gran-Elemental foi uma medida que ela teve que adotar para que O Equilíbrio não fosse prejudicado pelos outros deuses (só para constar, ela disse a mesma coisa quando se engravidou de Tamuz). Há também relatos de que antes de criar Ariel, ela teria criticado Tamuz por ter criado Gaja e aconselhado Anĝelina não criar um Gran-Elemental.

Apesar disto, Ariel não se tornou apenas uma ferramenta para manter-se O Equilíbrio equilibrado, mas ela representa uma juíza de Jara bastante atuante. Todos os Gran-Elementais têm poderes de se representarem como porta-vozes de seus respectivos deuses, mas Ariel representa este papel com muito mais frequência que os demais.

De todos os Gran-Elementais, Ariel é a única que se parece fisicamente com sua deusa. Ela tem os olhos ainda mais claros que os de Jara, e de um azul levemente esverdeado (olhos de gato), tem as mamas um pouco menores, o rosto levemente mais fino, o nariz um pouco maior, as pernas um pouco mais finas e os braços um pouco mais grossos, mas tirando estes detalhes ela é exatamente como Jara seria mais jovem, caso a deusa-mãe já não tivesse nascido madura.

Ariel está frequentemente presente aos conselhos da alta hierarquia da Igreja Central (Maha-Dona, Arkedonas, Magi-Donas e Gran-Marinas) e também aos conselhos do governo de Akvlando. Jara às vezes participa destes conselhos também, mas mais raramente.

Foram documentadas passagens em que Ariel teria se aconselhado com (ou aconselhado a) Piro, e também ajudado alguns líderes de Fajr-Regno com objetivo de fortalecer no continente tanto a Escola Izete como a Igreja Cisne Branco.

Nos anos atuais Ariel foi vista várias vezes em Gaja, ao que parece para fortalecer também o Yüksek Kan (este tipo de atitude conciliatória é bem típico de Jara), só é difícil saber se ela conseguiu falar com o deus Tamuz, que a muito não é visto por ninguém, ou pelo menos com a Gran-Elemental Gaja.