FANDOM


Asgrir tem um formato retangular, como se tivesse sido cortado uma faixa da Floresta Proibida, e tanto é assim que embora não haja cercas separando a cidade da floresta, os limites são claramente vistos, pois a floresta termina onde começa o gramado da cidade. Não há grama do lado da floresta e nem uma árvore de grande porte do lado da cidade.

Não há civis na cidade, ela é exclusivamente para membros do exército (em especial os mais destacados, embora soldados rasos também possam entrar na cidade a fim de buscar treinamento, mas sempre é preciso obter permissão antes de entrar na cidade), e assim sendo também não há uma única mulher na cidade.

É proibido para os soldados, independente da patente, atravessar os limites de Asgrir e entrar na Floresta Proibida. A pena para quem tenta fazê-lo a primeira vez é uma semana na solitária e mais um período estipulado por um superior em trabalhos humilhantes; na segunda tentativa a pena sobre para seis meses de prisão e na terceira ocorre a expulsão do exército, quando não a pena de morte.

Ainda assim não são poucos que se sentem tentados a descobrir os enormes segredos da Floresta Proibida. Não raras vezes um som de algum tipo de instrumento de sopro desconhecido pelos humanos (alguns dizem parecer uma enorme trombeta ou um tipo de berrante) denuncia os invasores, mostrando que a outra parte da fronteira é bem vigiada pelo povo da floresta. Em outras vezes os soldados simplesmente somem sem nunca voltar, ficando sem se saber se obtiveram sucesso ao entrar na Floresta Proibida ou se simplesmente foram mortos por lá.

O nível de mana verde na cidade também é muito superior à média, o que faz com que o desejo de entrar na cidade seja muito grande entre soldados que se interessam pela magia ou pelo misticismo.