FANDOM


PENTA
A Cidade Pentagonal é uma maravilha da arquitetura que data de antes do Primeiro Grande Assentamento e talvez até da Era Ancestral.

Como o nome sugere, a cidade toda forma um grande pentágono equilátero. A cidade está cercada de cinco pequenas ilhas, cada uma delas a alguns metros de cada vértice do pentágono, e cada uma destas pequenas ilhas tem uma torre, que funcionam como faróis, torres de vigia, bibliotecas, entre outras coisas.

As suas construções são feitas com metal e vidro sem quase nenhuma alvenaria, como nunca visto em qualquer outra parte de Akaŝa. Mesmo os mais soberbos palácios de Akaŝa não possuem tantas janelas de vidro, e os vitrais são praticamente exclusividade dos templos.

Na Cidade Pentagonal porém não só todas as janelas são feitas de vidro, como paredes inteiras, muitas portas e até escadas e longas passarelas. Outras construções (em especial a destinada à Gran-Marina e/ou à Maha-Dona quando esta se encontra na cidade) são fortificadas em aço e prata. Há também construções feitas de um material desconhecido, semi-transparente que certamente não é metal nem pedra, mas também não se trata de vidro ou cristal.

Com o que poderíamos então comparar a Cidade Pentagonal? Apenas para se dar uma ideia de sua maravilha, eu direi que, vista de longe, ela poderia parecer uma enorme estufa destinada às raras orquídeas e que só nos palácios mais ricos vemos tais estruturas.

Mas não é só o material que surpreende, a cidade é extremamente bem arejada, pois as construções têm muitos arcos e áreas abertas, praças amplas, fontes e projetos de jardinagens ousados, mas de extremo bom gosto. A maioria das construções tem linhas arredondadas, o que confere uma acústica única, mas há também construções em formato piramidal, como a destinada à Gran-Marina e Maha-Dona.

Portanto, ver a Cidade Pentagonal é ver o futuro.

Esta maravilhosa cidade se destina apenas aos principais da marinha de Akvlando ou aos heróis da Igreja Central, obviamente não se entra nela sem permissão, obter esta permissão é honra dada a poucos; ser convocado à comparecer nela é honra ainda maior.

Nela se realizam os conselhos deliberativos mais graves da marinha e da Igreja Central, e é também onde a deusa Jara recebe seus heróis mais notórios.
Andre Surya - Hallway-of-Nature-small