FANDOM


"A Água pode canalizar bênçãos e maldições, pode criar magias defensivas e ofensivas. Nós só escolhemos estudar seu lado mais escuro."

Orientação: Mágica

Composição e influência: Os discípulos de Hagreb não são um grupo organizado, são aliás, o grupo menos coeso de todas as filiações. Portanto não são uma escola e nem possuem exército. Seus adeptos vivem na Ilha dos Exilados, mas alguns se espalharam por outros continentes, onde ficam anonimamente tramando seus planos pessoais.

Devem haver algumas poucas centenas de adeptos que se denominam Discípulos de Hagreb, porém eles sempre se apresentam em grupos pequenos, de 10 ou no máximo 20 (além de alguns servos) que se juntam em torno de um líder local.

As relações entre estes líderes pode ou não ser cooperativa, mas em geral eles não tem muitos objetivos em comum e não é incomum guerras entre estes adeptos. A maioria dos discípulos é analfabeta e tudo que sabem sobre magia é transmitida na prática.

O grupo não chega a ser uma escola, e é composta de Humanos e Demônios. Sereias não participam do grupo pois são leais à Jara e inimigas dos demônios; e não confiam muito nem nos discípulos que se tornaram devotos de Jara. Anjos e Centauros não participam do grupo por motivos óbvios.

Deuses: Boa parte dos adeptos é ateia, mas não dá para precisar se seriam maioria ou minoria. Outra parte é adepta de Ades. Alguns poucos são adeptos de Ades e de Tamuz, devido a certa afinidade com os Discípulos de Darklum. Há relatos de pessoas isoladas que teriam sido adeptos dos discípulos de Hagreb, mas posteriormente passaram a ser devotos de Jara, porém não há nenhum discípulo que seja devoto de Jara e de Ades.

Estado atual: Como já deve ter dado para perceber, o grupo é um verdadeiro caos. Não há organização, então nem adianta falar de coesão. Alguns poucos adeptos são religiosos, podendo até ter alguns fanáticos, mas de forma geral o grupo se preocupa muito pouco com questões religiosas, não tendo portanto muitos sacerdotes e nem soldados, portanto os que resolvem se juntar ao grupo o fazem sempre por causa da magia.

Nem mesmo os próprios discípulos sabem ao certo quem foi Hagreb, isto se existiu mesmo tal pessoa. Alguns pregam que Hagreb pode ter sido uma seita ou uma palavra mágica de alguma arte oculta perdida.

Apesar de tudo, é bom nunca subestimar os inimigos. Mesmo com toda esta bagunça, os discípulos de Hagreb podem ser perigosos, pois estudam o lado mais destrutivo da água, que é potencializado com as artes da magia negra. Apesar da água ter várias magias de cura e defesa, os Discípulos de Hagreb se ocupam pouco deste lado positivo, sendo assim sua magias são em geral ofensivas, e principalmente seus feitiços são perigosos.

Frases de MestresEditar

Reyga

REYGA - Humana, entre 40-50 anos, tem a expressão sempre séria, melancólica, às vezes irada, como se qualquer tipo de alegria estivesse sumido da face de Akaŝa.

Reyga nasceu em Ĵokona. Em sua tribo, as mulheres ou nasciam com o dom negro, ou se tornavam prostitutas; ela nasceu com o dom. Por um tempo achou que teve sorte, mas logo viu que estava errada.

Enquanto desenvolvia seus poderes, foi serva dos Discípulos de Hagreb, que prometiam sua liberdade quando ela estivesse amadurecido seus dons. Liberdade que nunca veio.

Como o dom crescia rapidamente em seu corpo, ela logo viu que teria que escolher entre formar seu próprio grupo na Ilha dos Exilados ou sumir dali para sempre. Então fugiu para Akvlando. Foi difícil convencer alguém da Igreja Central aceitar alguém como ela, mas Reyga nunca tinha sido devota de Ades, e pediu algumas oportunidades para provar que podia ser uma devota de Jara.

Ela não conquistou a confiança de todos, e está ciente que provavelmente nunca conseguirá isto, mas hoje ela é considerada uma grande "Caçadora de Lammilus".

  • Dizem que a magia negra é poderosa. É bom ter cuidado em como você interpreta este "poderosa". Mesmo se tentar usá-la com bons propósitos, a magia negra cobra um grande preço. Vê minha pele esbranquiçada? Isto é apenas um reflexo de viver num lugar sem viva, sem cor e sem esperança! Esta é Ĵokona.
  • A grande força dos Lammilus, e da maioria dos magos negros, está em mascarar a magia, portanto, saber identificar bem a magia pode ser a diferença entre viver e morrer quando se está perto deles.
  • A água pode canalizar energias muito sublimes mas também muito densas. Então você pode tratar a água com reverência, ou com medo, mas nunca com indiferença.
  • Feitiços da água com magia negra são mais poderosos que as magias com os dois elementos. O número de poções que você pode fazer, das mais sutis aos venenos mais letais, é simplesmente assustador.
  • É muito fácil fazer uma maldição. Difícil é controlá-la.


Horobilis

HOROBILIS - Humano, 34 anos, odeia que façam comentários sobre sua nada agradável aparência, e vive de mau humor.

Horobilis nasceu em Ĵubudão, uma das muitas tribos espalhadas pela Ilha dos Exilados. Por motivos (desculpe o trocadilho) que estavam na cara, nunca se deu bem com as mulheres ou em sociedade. Até seu nome demonstra a decepção que sua mãe teve ao gerá-lo.

Ele conta que uma vez foi espancado por um nobre de Akvlando, que achou que sua feiura era uma ofensa. Posteriormente Horobilis matou o tal nobre, seus filhos, estuprou sua esposa e filhas e as matou também.

  • Quer uma vida feliz, seu mequetrefe? Então se mate e pessa aos deuses para que eles te ajudem reencarnar numa família nobre de Akvlando ou Gaja. Caso contrário dane-se suas reclamações. Faça como eu: se a vida não é justa, esqueça da vida.
  • A vingança é um prato que se come frio, mas é o único que alimenta enquanto ainda se está preparando.
  • Um envenenamento sutil é sempre melhor, te evita muita dor de cabeça. Caso contrário é bom usar métodos de matar a distância, quem precisa de honra? Eu só preciso de inimigos mortos. Se não puder matar a distância, o melhor é descobrir como obliterar os poderes do inimigo antes que ele faça isto com você. Se for vacilão ao ponto de não conseguir nada disto, é bom que saiba usar uma espada.
  • Na hora de fazer uma poção, evite a água muito fria, muito corrente ou muito parada, assim fica mais fácil analisar suas propriedades iniciais. Não use ervas muito novas, quanto mais maduras as folhas, mais concentradas suas propriedades, a não ser que esteja querendo algo sutil. E quanto a Infermnência, ela sempre funciona, até quando você quiser usar em si mesmo e esquecer do mundo.
  • Nunca confie em ninguém. Só as plantas são previsíveis.


Zulgav

ZULGAV - Híbrida demônio com raça selvagem, idade desconhecida, Lidera um pequeno grupo de servos na tribo de Buŝuo, no oeste da Ilha dos Esquecidos, perto da Região Lupina. Dizem que não é muito inteligente, mas é muito forte e também domina bem a magia negra, é inclemente com seus subordinados.

  • Ande logo! Leve logo isto! Quer sentir o gosto de meu chicote? Eu disse que você pode descansar? O que foi, não me achou "atraente"? Então vou te ajudar e arrancar os seus olhos e não terá mais problema com isto.
  • Deixem de bobagem: a água é só um meio. A magia negra que é o fim.
  • O que? aqueles lobos deram trabalho de novo? E porque não os matou? Aĥe! Eu tenho que fazer tudo aqui?
  • Não, não conheço esta planta, mas vamos usá-la, depois você testa ou testa em alguém, afinal é sempre bom testar coisas novas.
  • Na dúvida, mate.


Qehkla

DANIKA - Humana, 29 anos, não é poderosa, mas é extremamente inteligente e trabalha para Zorgeĥi.

Como nunca foi boa com magia, desde cedo ela decidiu trabalhar para Zorgeĥi, um demônio que lidera uma boa região de Ĵokona. Conseguindo alguns pequenos feitos, pediu para ser mandada para Metilene, onde trabalharia de espiã e mediadora entre seu mestre e alguns trapaceiros de Akvlando. Ele gostou da ideia.

  • Cara, naquela ilha maldita só tinha gente feia. Isto aqui é que é vida. Seja esperto sempre. Veja a simbologia da escola: a água e facilmente manipulada, a magia negra manipula. Então manipule pessoas também.
  • Claro que serei leal a quem está no poder. ENQUANTO ele estiver no poder. Se algo mudar, o problema é dele.
  • Não mire no coração, mire nos pulmões. No coração a pessoa morre mais rápido, mas no pulmão a pessoa não grita.
  • As sombras foram feitas para serem usadas. Eu adoro viver nas sombras. Se tenho algum arrependimento? De forma alguma! As pessoas que tem poder se escondem na luz mais do que nós nas sombras. Aliás é impressionante como as pessoas se revelam nas sombras.
  • Boatos e intrigas são ótimas armas nas mãos de quem sabe jogar. E eu sou boa nisto.