FANDOM


Islandetaro é o nome pelo qual é popularmente conhecida uma extensa região no centro de Akvlando, entre os arquepélagos de Jaraŝé, Jarailê e Foralen. Esta região tem este nome porque é formada por milhares de pequenas ilhas.

A maioria destas ilhas é desabitada, muitas tem apenas uma ou duas casas ou cabanas, mas também algumas com cinco ou seis pequenas famílias, várias com pequenos comércios, estalagens, etc.

Há também algumas ilhas onde podem ser encontradas ruínas da Era Ancestral, não dá para saber se são muitas, mas há ruínas tanto nas ilhas como embaixo d'água, tanto a pouca quanto à alta profundidade.

A região não é tão difícil de se navegar como outras regiões do Larmaro, porém também não é totalmente calma: contém muitos recifes, piratas, bancos de areia, piratas, ventos e ondas fortes, monstros marinhos, climas ruins e piratas. Tanto que, depois de Foralen, Islandetaro é o lugar preferido dos piratas.

Algumas ilhas até se tornaram relativamente conhecidas, mas é impossível, até mesmo para as Sereias que vivem mais de 400 anos, conhecer todas as ilhas de Islandetaro. A maioria das pessoas que passam pela região o fazem apenas porque a região é rota para outro lugar, porém também não faltam motivos para se ir propositalmente à Islandetaro: esconder tesouros, procurar tesouros, pesquisar ruínas, buscar plantas raras, fazer pirataria, caçar piratas, fugir dos impostos (já que a maioria das ilhas são insignificantes, não se cobram impostos em nenhuma delas)...

Há várias história de mulheres (incluindo algumas nobres) de Akvlando que usam as ilhas de Islandetaro, e também as Ilhas Incertas para viverem alguns romances proibidos. Há também histórias de fugitivos da lei, como a de Paulo Bacalhau, um ladrãozinho que fugiu de Jaraŝé e ficou dez anos escondido em Islandetaro.

No meio do inverno e durante a primavera (época em que Hélius Blua não ilumina Akaŝa) a navegação em Islandetaro se torna muito mais complicada: Larmaro se enche de gelo, incluindo vários icebergues que se desprendem da Terra dos Esquecidos e chegam à região, a visibilidade diminui muito e a neblina se torna comum em várias áreas.

Já o verão é ótimo de se navegar, Larmaro fica tão calmo em Islandetaro que quem navega por aqui nesta época diz até que parecem estar navegando em Dolĉamaro.