FANDOM


Não há nenhum indício seguro de que o lendário Outro Mundo realmente exista, mas não são poucas as histórias que se contam dele (até mesmo algumas sereias tentaram encontrá-lo, mas se alguma conseguiu, nunca contou para os humanos). Duas ou três vezes por ano alguém (e normalmente alguém da marinha) diz avistar algum navio que não pertence à Akvlando vindo de além da Terra dos Esquecidos. Infelizmente ninguém nunca conseguiu recuperar um destes navios inteiros, embora existam relatos de que a marinha de Akvlando teria conseguido afundar alguns deles, e também que alguns deles afundaram navios da marinha de Akvlando.

Este Outro Mundo estaria localizado depois das últimas ilhas de Akvlando. Para se chegar lá só passando pelo Triângulo de Yana, embora teoricamente também fosse possível passar por trás de La Limo ou pelo estreito que separa Fajr-Regno da Terra dos Esquecidos, ou ainda atravessar a Terra dos Esquecidos e seguir de lá a nado ou fazer uma embarcação improvisada. Houve mesmo quem já propôs levarem ferramentas e madeira para construir uma embarcação de verdade do outro lado da ilha para atingir o tal Outro Mundo, mas desconheço que fim levou a empreitada.

Como não se pode garantir nem mesmo sua existência, nada podemos falar do tamanho, distância ou população deste lugar. Diferente dos outros lugares que são um convite para a morte, a maioria dos boatos sobre o Outro Mundo não são sobre poderes mágicos, mas sim sobre uma população com tecnologias melhores que as conhecidas em Akaŝa, principalmente com armas muito potentes.

As maiores tentativas documentadas de se alcançar O Outro Mundo foram feitas pelo Contra-Almirante Ar-Jal Moleri Kanü e posteriormente pelo seu filho, o Capitão-Tenente Ar-Jal Moleri II.

Durante toda vida Ar-Jal Kanü ordenou mais de cem missões para tentar alcançar o Outro Mundo (104 para ser exato), mas nenhum único navio voltou de sua missão.

Para tentar limpar o nome do pai, Ar-Jal II também enviou vários navios de guerra para buscarem o Outro Mundo, mas diferente de Ar-Jal Kanü, Ar-Jal II preferia mandar vários navios de uma única vez ao invéz de mandar várias missões com poucos navios.

Logo na primeira missão ele enviou 100 navios de guerra, mas nenhum retornou. Na segunda tentativa, além dos navios de guerra ele enviou vários navios repletos de suprimentos, para que, se preciso fosse a frota pudesse passar até dois anos antes de voltar. O total de navios enviados foi de 175, e desta vez dois navios conseguiram voltar, mas, apesar de relatarem ter encontrado outros navios em alto-mar, que destruíram quase toda a frota, os sobreviventes não conseguiram avistar terra firme depois da Terra dos Esquecidos.

Irritado, Ar-Jall II mandou uma terceira frota de navios de guerra, desta vez com 395 navios, novamente nenhum navio retornou, e o próprio Ar-Jal II estava em um destes navios. Depois disto, e até hoje, nenhum outro oficial da marinha enviou outros navios para tentar descobrir se o Outro Mundo realmente existe.