FANDOM


O atributo “SEDUÇÃO” é um atributo especial, com pontuação e uso totalmente diferente dos outros.

  • Enquanto a média dos atributos (depois de somado as características raciais) é 10-11, a sedução costuma ficar abaixo dos 6 pontos.
  • Nos demais atributos, o maior valor é sempre o melhor, mas ter uma sedução alta nem sempre é interessante, pois ela pode te ajudar em algumas situações e prejudicar em outras.
  • Além disto, a sedução é um atributo apenas para personagens femininas pois é um atributo para se trabalhar Questões de Gênero. Se você deseja usar o sistema Akaŝa mas NÃO deseja envolver questões de gênero NÃO USE O ATRIBUTO SEDUÇÃO.

BREVE COMENTÁRIOEditar

Aqui são só algumas considerações sobre o porquê coloquei este atributo no sistema, se quiser só jogar, pode pular direto para o próximo título.

Comecei o AkaŝaRPG em um trabalho voluntário que eu fazia com adolescentes de um bairro de minha cidade conhecido por problemas de pobreza e violência. A ideia era levar algo divertido mas que ao mesmo tempo gerasse uma série de questionamentos que pudessem ser usados em outros projetos paralelos neste trabalho voluntário, e o RPG proporciona exatamente isto. Não vou ter tempo de descrever aqui as diversas formas de se usar o RPG como ferramentas psico-pedagógicas, mas creio que a maioria de quem lê este texto já deve conhecer sobre o assunto, e mesmo que o tema seja novo para você, recomendo uma pesquisa rápida pois há vários projetos interessantíssimos que usam RPG na educação e/ou psicologia.

Os questionamentos que podemos obter usando o RPG são dos mais variados: podemos trabalhar dos conceitos mais didáticos como fazer contas para entender as estatísticas do jogo ou conhecer de geografia para interagir mais realisticamente com o cenário até temas bem abstratos como arte, política, honestidade e desonestidade, necessidade de se trabalhar em grupo, etc.

Tive ajuda de alguns amigos, então universitários, para fazer este trabalho; e éramos todos da área de humanas: dois estudantes de psicologia e uma de filosofia. Sendo assim gostamos de trabalhar principalmente com conceitos mais abstratos do que concretos, e grande parte da dificuldade de explicar o projeto AkaŝaRPG para jogadores novos é exatamente este: Nossa cultura é muito materialista (não misturar materialista com capitalista, são temas de esferas diferentes) e aprendemos, de formas conscientes e inconscientes, a subestimar tudo que é subjetivo e focar só no que é da esfera das ciências exatas.

Para deixar o cenário mas rico, buscamos colocar conceitos subjetivos de várias culturas, tanto da cultura oriental como ocidental, e em alguns pontos acabamos achando conceitos da cultura oriental mais ricos. O conceito de Sedução é um destes pontos, e falarei muito disto.

Com os adolescentes do projeto inicial, o atributo Sedução seria usado em trabalhos ligados a psicologia e filosofia para levantar questões ligadas à sexualidade, principalmente questões sobre machismo. Algumas pessoas com quem joguei Akaŝa fora deste projeto disseram que não faria sentido manter o atributo fora deste projeto específico ou que ficaria parecendo sexista demais, outros porém acharam interessante, afinal, se funciona com adolescente, por que não funcionaria com adultos?

Vou repetir: Sedução só deve ser usada SE o mestre pretende trabalhar com Questões de Gênero, em outras palavras: só deve ser usada em aventuras cujos preconceitos, cujos papeis sociais entre machos e fêmeas sejam significativos. Se você está mestrando numa aventura onde a sociedade na sua maioria já superou estes preconceitos, NÃO USE SEDUÇÃO.

Exemplos típico no próprio cenário são os continentes do leste: Em Ajros a sexualidade em geral é regrada pela religião, que prega EXATAMENTE OS MESMOS direitos e obrigação para machos e para fêmeas. Ninguém, nem machos nem fêmeas, nem humanos nem anjos, pode casar se não for virgem, ninguém pode se divorciar, ninguém pode casar-se novamente depois da viuvez, etc. Qualquer julgamento que se faça para uma mulher adúltera deve ser o mesmo que se faça para um homem adúltero. Pode haver um ou outro personagem ajrense que fuja à regra e seja um pouco mais tolerante com escapadinhas de homens que com escapadinhas de mulheres? Sim, pode, mas a grande maioria não é assim, e portanto, numa aventura que ocorra toda em Ajros, usar o atributo Sedução pode ser desnecessário.

Em Fajr-Regno a sexualidade já é bem mais livre, mas os PAPÉIS SOCIAIS entre machos e fêmeas não são tão diferentes. Tanto macho como fêmeas, humanos, demônios considerados civis, centauros ou sereias que vivam nas capitais são obrigados e obrigadas e servir o exército por pelo menos um ano. Embora existam algumas rivalidades entre soldados e amazonas, as amazonas são bem respeitadas no continente. Os direitos também são relativamente equilibrados, talvez não com a mesma ênfase que em Ajros, mas se um homem pode pedir divórcio de sua esposa, uma mulher também pode pedir divórcio de seu marido. A poligamia é proibida para ambos, mas divorciados(as) e viúvos(as) podem casar-se novamente. Mais exemplos darei aqui e aqui.

Resumindo: joguei Akaŝa por anos sem problema nenhum, ou com problemas que se resolveram por si mesmos quando os jogadores pegaram a essência da coisa. Mas como recebi críticas recentes voltadas particularmente à Sedução, revi a ideia, mudei algumas coisas mas ainda acho que as vantagens de usá-la continuam maiores do que tirar do sistema. As pessoas que criticaram demonstraram claramente que não tinham a menor intenção de sequer entender o objetivo antes de criticar, e portanto não tenho qualquer interesse em agradar pessoas como estas. Se você gostou da cenário mas não do sistema, ou se gostou do sistema mas não quer mestrar com o atributo Sedução, fique a vontade, lembre-se que você é o mestre.

CONCEITO SUPERFICIAL (MATERIALISTA) X CONCEITO ABSTRATO Editar

Vivemos numa sociedade materialista, e por isto estamos acostumados a ter conceitos superficiais sobre tudo: política, religião, ideologias e até sexualidade; em sociedades materialistas como as nossas valores HUMANOS ou valores META-FÍSICOS (entenda-os da forma que quiser) são extremamente subestimados.

Não devemos porém confundir MATERIALISTA com CAPITALISTA e sua oposição com o SOCIALISMO. Capitalismo e socialismo são sistemas políticos que não têm nada a ver com o que será dito aqui, o materialismo é um sistema ideológico, uma forma de vida. Materialismo é quando o que você TEM é mais importante do que o que você É, e todos os líderes socialistas foram extremamente materialistas. Pesquise a história de qualquer país que era ou é socialista e verá que toda a riqueza dele se concentra nas mãos de apenas uma ou duas famílias que representam o governo.

Sendo assim, buscamos colocar em Akaŝa um conceito anti-materialista, quisemos nos focar no que os personagens podem SER ao invés do que podem TER. Em linguagem de RPG: não interessa só os pontos, mas sim a interpretação.

E como isto se reflete na questão da sexualidade e da sedução? O que seria SEDUÇÃO numa cultura materialista e por que este tipo de cultura é mais superficial?

Quando simplesmente perguntamos "o que é sedução?" as respostas raramente passam de "são táticas para convencer alguém transar com você". E também é frequente considerar a sedução como mero jogo de enganação, como se você só conseguisse transar com outra pessoa se conseguir parecer o que não é.

O sexo em si é ainda mais superficial. Nossa cultura tende a tratá-lo como mero filme pornô com objetivo único de chegar logo ao orgasmos e se satisfazer, sem se importar muito com a outra parte.

Já na cultura oriental, que ainda tem seus problemas materialistas mas que comparada com a nossa é extremamente mais "abstrata", ou se preferir mais "humana", a sedução e o sexo em si não devem ser encarados de forma tão superficial.

Ao invés de focar no orgasmo como objetivo final, os orientais se focam no prazer que acontece antes do orgasmo e portanto quanto mais se DEMORAR para chegar no orgasmo, melhor. Para os orientais o orgasmo é a consequência de um sexo gostoso e bem feito, para ocidentais é o objetivo. Para os orientais, atingir o orgasmo seria "a cereja do bolo", já os ocidentais comem a cereja e jogam o bolo fora, e ser superficial é isto: jogar toda essência fora para ficar só com a aparência.

Além disto o materialismo reduz o sexo a mera satisfação animal e não apenas o outro é negligenciado (se eu conseguir gozar, não me importa se você não conseguiu) mas você também é negligenciado, pois não há uma verdadeira troca de energia, não há contato realmente humano, emoção, sentimentos, nada. Você não dá de si para o outro, mas também não recebe. E isto é ser muito superficial.

Com a Sedução também ocorre a mesma coisa, e a cultura oriental também é muito superior ao tratar da sedução. Embora o sexo ainda seja o grande objetivo (e não há problema nenhum nisto, pois nós precisamos de sexo), a sedução é mais do que apenas tentar levar alguém para a cama e envolve não apenas atração física mas também emocional. Ser ou não sensual é uma característica da personagem o tempo todo, não apenas quando está flertando, a forma de andar, a forma de conversar e até características como a autoconfiança influenciam a Sedução. Sim, mulheres com autoconfiança alta são muito mais atraentes, mesmo que não percebam a relação direta disto.

POR QUE SÓ PERSONAGENS FEMININAS USAM O ATRIBUTO? Editar

Uma das principais críticas que recebi quanto à Sedução foi: “por que só as fêmeas podem ter sedução?”

Os dois argumentos contrários seriam que isto deixaria os personagens desbalanceados e/ou a cenário ficaria muito sexista.

Isto pode acontecer quando vemos a Sedução como desvantagem, só que quando usamos um conceito menos materialista e limitado, a Sedução passa ser uma VANTAGEM e não o contrário, portanto, ao invés de desbalancear, o atributo compensa desvantagens que as mulheres teriam em algumas partes do cenário devido ao machismo. Isto será bem explicado no tópico Questões de Gênero.

Se nós, como cidadães do século 21, ainda sofremos com o machismo, num cenário medieval isto é muito mais comum. É uma questão de detalhes, quem não quiser colocar estes detalhes de gênero na aventura, não precisa; assim como detalhes de preconceito racial ou religioso podem ser incluídos ou ignorados.

Já quanto as críticas feminista, o que posso dizer é que o feminismo dos anos 80, que era o que existia quando começamos a jogar é bem diferente do que existe hoje, e para não esticar muito, aconselho ler antes o artigo Feminismo e RPG que uma das criadoras do Akaŝa escreveu.

Usando os parâmetros do feminismo do século 20, podemos dizer que a Sedução é usada só por personagens femininas justamente pelo sistema ser feminista e não machista, aliás a crítica que fazíamos AOS HOMENS naquele tempo eram bem mais ácidas.

Tanto homens como mulheres podem ser atraentes, charmosos, carismáticos... Mas as mulheres sabem usar muito mais estes atributos (abstratos) que os homens, que preferem se destacar de forma mais material, como posses e força.

Quando falamos de "um homem sedutor", a imagem que nos vem a mente é aquele safado, que só usa sedução para enganar as mulheres e as abandona assim que consegue o que quer. Todo homem é assim? Claro que não! Mas EM REGRA, quando falamos de homens sedutores lembramos mais do conceito superficial do que é Sedução.

Já quando falamos de "uma mulher sedutora", já imaginamos uma mulher que, não apenas é atraente, charmosa e carismática, mas tem aquele "um que a mais", ou seja, pensamos numa mulher que sabe usar um conceito mais abstrato da Sedução. Isto é repetitivo, mas o conceito tem que ficar bem claro para se entender qual é a vantagem da Sedução.

Muitas mulheres namoram homens gentis e carinhosos (sedutores) e quando casam eles se transformam em verdadeiros ogros. Isto porque a nossa sociedade, ocidental, materialista e machista não ensina seus homens a buscar "o que a mais". Claro que existem exceções, e graças a Deus que elas existem! Assim como também existem muitas mulheres que não valem nem o pão que comem e que são mais animalizadas que a maioria dos homens.

USANDO A SEDUÇÃOEditar

Quando estava testando o sistema, percebi que muitos subestimavam o atributo de Sedução pelo mesmo motivo que subestimavam a sedução na vida real, enxergando sedução apenas como flerte.

Em campanhas muito rápidas (pilhar e matar) não há muitas oportunidades de interação entre os diversos personagens, então nestes casos é bom não usar mesmo o atributo (afinal, O QUE você vai querer seduzir numa masmorra cheia de monstros?), mas se bem usado, a sedução pode interferir em muitas situações de interação no jogo, que não estão necessariamente ligadas ao flerte.

Podemos definir Sedução como: A capacidade de atrair/conquistar outra pessoa física OU EMOCIONALMENTE usando a beleza e/ou a sensualidade.

Portanto, Sedução não indica apenas se a personagem é gostosa, mas se ela tem o “que” a mais. Algumas roupas menos discretas podem aumentar a sedução em um ponto ou dois, assim como roupas discretas podem diminuir, mas a sedução não depende só da beleza física, mas também de questões como a personalidade, a voz, o jeito da personagem se mover. Assim, algumas perícias como canto, dança e culinária também influenciam na sedução.

Aí aparecem os chatos de novo: “Mas culinária? Que tem haver?”

Sedução influencia os Testes de Reação, portanto pode ser usado em qualquer situação onde a personagem pode despertar o interesse (interesse não meramente físico/sexual) de outros personagens: Se ainda hoje se prega o já batido ditado “homem se pega pelo estômago”, então num cenário medieval, saber cozinhar é ainda mais importante para as “boas” mulheres.

A Sedução pode ser usada tanto para fazer outros personagens subestimarem quanto superestimarem sua personagem, dependendo de você fazer o papel de “BURRINHA BONITINHA” ou de “PODEROSA”.


Algumas situações em que podemos usar o atributo de sedução:

  • Para flertar com alguém. (O mais óbvio!)
    • Sara encontra um barbudo com cara de bandido (seu tipo preferido) bebendo numa mesa próxima, então faz um teste de sedução para conseguir o interesse dele.
  • Para atrair a atenção de alguém, e consequentemente tirar a atenção dele de outra coisa ou lugar. (Também óbvio, mas muitos jogadores subestimam isto)
    • Sara está “distraidamente” brincando com sua roupa; um guarda que estava vigiando o portão acaba reparando a “inocente” moça e resolve ir lá fazer um galanteio; o que o guarda não repara é que um comparsa de Sara estava só esperando ele se afastar do portão para atacá-lo pelas costas.
  • Para se conseguir favores. E neste ponto você NÃO precisa seduzir só personagem masculinos, pois vale repetir novamente: Sedução não é só atração física/sexual. Você pode seduzir EMOCIONALMENTE outra personagem feminina, fazendo-a acreditar que você é amiga dela ou um tipo de heroína.
    • Sara precisa de informações para descobrir onde Golran está escondido. Ela acredita que a população local saiba, mas eles parecem muito amedrontados para contar. Ela está próxima a uma camponesa, e diz: “Se ninguém detê-lo, ele nunca irá parar de aterrorizar a vila”, e aproveita para fazer um teste de Sedução, para buscar convencer a camponesa que ela é de fato uma das pessoas (heroína) que pode conseguir detê-lo.
  • Usar como técnica de combate. (Não consegue visualizar como?)
    • Sara é uma amazona daquelas populares no fantasy art (ultra-mega-gostobilíssima), no meio da luta ela dá o famoso “pagar peitinho”. O que o oponente faz? Pára para olhar a bela "paisagem" dela enquanto ela lhe aplica um golpe caprichado bem no meio da cara.
    • Sara pode também fazer um teste de Sedução antes da batalha para tentar fazer com que o oponente a subestime. (Lembrando que Sedução pode ser usada tanto para parecer heroica, quanto parecer bobinha)
  • Tentar conseguir uma posição de liderança num grupo. (Mulheres machonas armadas até os dentes)
    • Grupos com orientação feminista, independente de serem formados mais por homens ou mulheres, tenderão a dar vantagens para as personagens mais sedutoras, já num grupo machista, quanto mais sedutora for a personagem, mais o resto do grupo irá subestimá-la.
    • Sara está tentando uma liderança num grupo de homens machistas, como a sedução dela é alta, o grupo não a respeita, e quanto mais ela tentar ousar a sensualidade no grupo, pior será a reação dele com ela. Porém a sedução não é só física, mas também emocional: numa oportunidade que ela tenha para demonstrar habilidades que inicialmente não tenham nada haver com a sedução (como natação, escalada ou derrotando sozinha dois oponentes fortes), ela pode fazer um teste de Sedução para impressionar ainda mais o grupo, e ainda dizer: “Não falei que eu consigo fazer isto melhor que qualquer um de vocês?”
    • Sara encontra algumas ciganas. Sabendo que as ciganas tem orientação feminista, ela faz um teste de Sedução para tentar impressionar o grupo. Se for bem sucedida, poderá despertar inveja em algumas ciganas do grupo, mas a maioria se mostrará mais amigável.
  • Opor-se a uma situação de machismo, o que pode até ser (ou não) pretexto para chamar para briga.
    • Olaf se acha o grande gostosão do pedaço, e passa uma cantada ridícula em Sara. Ela não quer apenas mandá-lo a merda, e para humilhá-lo ela joga um teste de Sedução para poder mexer não só com o ego dele, mas também com os dos outros que estão perto dos dois, e aí chega pertinho dele, rebolando e fazendo a maior cara de pervertida e diz: “Queridinho... (pausa dramática para os homens ao redor prestar bastante atenção) prefiro sair com um orc a sair com alguém como você que é menos inteligente que um deles.”
  • Potencializar Testes de Reação. A Sedução é um teste de reação especial, então pode ser usada junto com todo outro teste de reação, e pode-se usá-la também com outras habilidades com que se queira impressionar alguém, como no caso da perícia de culinária, comentada acima.
    • Sara percebe que Natalee tem Vocação lógica e numa situação em que pode mostrar suas perícias ligadas ao Q.I. resolve fazer um teste de reação para impressioná-la e um teste de Sedução para potencializar o teste de reação. Neste caso, se ela tiver se dado bem no teste de reação, o teste de sedução pode fazer com que ela se saia ainda melhor, mas se ela falhar no teste de reação a Sedução pode fazer ela sair pior do que pretendia, e Natalee vai achá-la uma completa idiota.

PONTOS POSITIVOS E NEGATIVOS DA SEDUÇÃOEditar

Uma coisa interessante no atributo Sedução (pelo menos para quem gosta mais da interpretação e dos lances psicológicos) é que, ao contrário dos outros atributos onde o maior valor é sempre o melhor, a Sedução pode tanto ajudar como prejudicar sua personagem, dependendo do lugar e ocasião em que ela está:

Uma dançarina usando roupas provocantes numa apresentação artística dentro de uma taverna tende a ter resultados de sedução favoráveis, já a mesma personagem, com as mesmas roupas, no meio do mercado da cidade, numa situação em que não está fazendo uma apresentação artística, principalmente se for uma cidade onde a maioria é conservadora, terá os resultados mais desfavoráveis.

Um mestre criativo poderá criar mil fatores diferentes que influenciem positiva ou negativamente o valor de Sedução de sua personagem, alguns fatores que eu geralmente uso:

Tendem a interagir mais favoravelmente com personagens mais sedutoras:

  • Personagens masculinos. Os que forem mais inescrupulosos provavelmente vão querer se aproveitar delas, mas embora neste sentido a Sedução Passiva se torne mais desfavorável, eles são mais facilmente manipulados pela Sedução Ativa.
  • Devotos de Jara (deusa da sedução) e de Piro (deus da paixão).
  • Personagens feministas (independente de serem machos ou fêmeas, pois há machos que podem ter sido criados em culturas feministas, como na cidade de Amazonæa).
  • Rebeldes. Neste caso a Sedução pode interferir de várias formas diferentes, desde uma forma de contestação às regras (feminismo) até uma forma de ver a personagem sedutora como um tipo de heroína. Rebeldes masculinos normalmente são mais influenciáveis.
  • Qualquer personagem com Vocação Psico-artística, isto é válido mesmo que a personagem não esteja usando as habilidades tipicamente artísticas que influem na Sedução, como canto e dança.
  • Personagens que tenham a mesma vocação que a sua personagem (pois como Sedução é um tipo de teste de reação, ela se soma a outros Testes de Reação).

Tendem a interagir mais desfavoravelmente com personagens mais sedutoras:

  • Personagens femininas. As personagens femininas tendem a enxergar as outras personagens femininas como rivais, por isto quanto mais sedutoras as outras forem, principalmente se forem visivelmente bem mais sedutoras que elas, mais desfavoravelmente elas irão interagir.
  • Devotos de Anĝelina (deusa da castidade) e de Tamuz (o deus em si não é tão machista, mas seus devotos tendem a ser).
  • Personagens machistas. Lembrando novamente: isto não depende do sexo do personagem, e sim sua cultura, há mulheres que podem ser mais machistas que muitos homens.
  • Conservadores. Aqui a Sedução pode atrapalhar tanto por questões religiosas (moralismo) como psicológicas (acreditar que as mulheres são naturalmente inferiores). As personagens sedutoras podem ser vistas também como rebeldes que possam por em risco a “boa ordem das coisas”.
  • Qualquer personagem com Vocação Lógica e a maioria dos personagens com Vocação Militar, excluindo neste último caso personagens criados onde as amazonas têm boa influência, como as capitais de Fajr-Regno e a cidade de Amazonæa.

Vamos imaginar que Sara tenha Sedução 6, portanto bem alta, e ela encontra um grupo de cinco Amazonas de Gaja, e quer fazer parte daquele grupo. As outras amazonas têm Sedução 2, 4, 4, 5 e 6. Como as Amazonas de Gaja têm uma cultura feminista, e Sara sabe disto, ela resolve fazer um teste de Sedução e tira 12 (o máximo), neste caso ela consegue aprovação do grupo. Mas se o mestre quiser dar um realismo a mais, ele interpreta a reação de cada amazona segundo fatores diferentes, alguns exemplos:

  • A amazona com Sedução 2 (a menor do grupo), apesar de feminista, vê Sara com inveja, e ao tirar o maior resultado no teste, ela logo se antipatiza totalmente com Sara. Mesmo que as outras a tenham aceito no grupo, ela não fará nada para ajudar Sara, e se puder, ainda pode procurar atrapalha-la.
  • Das duas que têm Sedução 4, uma tem Vocação lógica e é casada, e apesar de ser amazona, não é tão fanática com a cultura feminista, sendo assim também enxerga Sara com certa desconfiança e inveja, e acha ela exibida demais, sendo assim não a recebe com muito entusiasmo no grupo, e ainda ficará enciumada caso mais para frente Sara encontrar com o marido dela, mesmo que ela não dê encima dele.
  • Das demais, a que tem Sedução 6 e lidera o grupo é a que parece mais animada com Sara, pois a reconhece como alguém parecida com ela, e acredita que ela será muito bem aproveitada no grupo. As outras duas simplesmente a recebem como uma novata, esperando que ela se adapte bem ao grupo.

Agora imaginemos a mesma situação, mas Sara tira 1 no teste de Sedução (o mínimo); apesar do resultado não ter sido bom, Sara continua tendo alta Sedução Passiva:

  • A amazona que tem Sedução 2 continuará tendo inveja e antipatia de Sara, pois ela continua tendo a Sedução Passiva muito maior que a amazona.
  • A amazona com tendência lógica e Sedução 4 ainda vê Sara com desconfiança, mas como ela não foi muito bem no teste, ela acaba vendo a Sedução de Sara como menor do que realmente é (algo como 4 ao invés de 6), o que acaba sendo bom para Sara, pois diminui os motivos da amazona ter inveja dela.
  • A líder do grupo acha a tentativa de Sara impressionar o grupo patética, e não a recebe de tão bom grado. Ainda assim, como guerreira experiente, ela percebe que Sara tem lá seus talentos e poderá se tornar uma boa aliada, aceitando-a no grupo.

Lembrando que, neste caso, dependendo de como o jogador representou o teste, o mestre pode ainda determinar que o teste foi ruim porque o jogador foi sutil demais (tentou ser sensual fingindo não ser), o que melhoraria a condição com as duas amazonas de menor sedução Passiva; ou o mestre pode determinar que a personagem se saiu mal porque quis aparecer demais, e aparentou ser uma pessoa falsa. Como se vê, o atributo é de fato MUITO subjetivo.


SEDUÇÃO ATIVA E PASSIVAEditar

A sedução pode ser usada de forma passiva ou ativa, ou seja, a personagem pode querer usar deliberadamente seu poder de sedução para influenciar outro personagem ou o teste de Sedução pode ser rolado mesmo sem a intenção da personagem. Lembrando que os testes de Sedução podem incluir interações com qualquer personagem feminina também.

A sedução leva em conta vários fatores não é só a beleza estética, tem também a voz, a forma de andar, olhar, o jeito da personagem demonstrar confiança no que faz... Portanto a sedução acaba fazendo parte da personalidade, e nem sempre dá para se disfarçar esta sensualidade, o que gera a Sedução Passiva.

Na Sedução Passiva a percepção que os outros personagens têm da Sedução de sua personagem é menor que sua percepção total, pois ela não está usando todos os atributos que tem.

  • Sara tem Sedução 6, sendo que 1 ponto ela conseguiu com a perícia Canto, outro com Dança e mais 1 ponto pelas roupas que está vestindo. Ela está andando pelo mercado, como não está tentando seduzir ninguém, os outros a vêem como se ela tivesse Sedução 3 ou mesmo 2. Mas ela pára na tenda de um mercador do tipo que não pode ver mulher e mesmo sem o jogador querer usar a Sedução, o mestre faz um R.Oc. Mesmo tirando um número baixo (como 5 ou <) o mercador vai agir como se ela tivesse Sed 4. Tirando um número alto, o mercador a verá Sara como muito sedutora, agindo como se achasse que ela está querendo seduzi-lo ativamente, e pode então dar uma de engraçadinho ou mesmo tentar agarrá-la.

DIMINUIR A SEDUÇÃOEditar

Como vimos, em algumas situações sua personagem pode preferir diminuir a própria Sedução. O próprio fato de não usar a Sedução ativamente já diminui alguns pontos, mas para diminuir também a Sedução Passiva a personagem deve usar algumas roupas mais discretas, que disfarcem seus atributos naturais.

Capas, mantos, véus, sobretudos e similares, principalmente os com capuz, são bem eficientes para diminuir a Sedução, permitindo, porém que a personagem volte aumentá-la rapidamente (às vezes até de forma discreta) abrindo-os ou tirando-os facilmente.

As armaduras quase sempre diminuem a Sedução, as exceções são armaduras feitas especialmente para amazonas, que quase sempre são bem difíceis de encontrar, e mesmo estas tendem a diminuir a Sedução, embora menos. Algumas guerreiras podem usar até algumas pseudo-armaduras que chegam a aumentar a sedução (biquines de couro, peitorais metálicos), mas estas têm mais função de mostrar que proteger o corpo, deixando muitos órgãos vitais desprotegidos.

O uso da burka leva a sedução a zero, independente de seu valor real.


SEDUÇÃO INTER-RACIALEditar

Os valores de sedução valem apenas para a raça da personagem. Uma personagem pode até tentar seduzir um personagem de outra raça, mas em geral os testes inter-raciais são sempre mais difíceis. Vamos supor que um jogador queira jogar com uma reptiliana, ela pode ter sedução 10 e ter todos os reptilianos a seus pés, mas para um personagem humano ela sempre será horrorosa e não terá sedução nenhuma.

Levando em conta apenas as principais raças superiores e considerando que as personagens desejem seduzir os machos das outras raças, teremos o seguinte:


Humanos– os homens são os mais fáceis de serem seduzidos por outras raças. As sereias, os anjos fêmeas (incluindo as negras) e algumas demônios (em especial as súcubos) não levam nenhum redutor na sedução, e dependendo do humano (de qual relação ele tem com a outra raça) podem até levar um mod positivo. As centaurinas não costumam seduzir os humanos, mas se tentarem ganham -1 sed; há porém boatos de que um humano que tenha beijado uma centaurina nunca se esquece do sabor do beijo dela, e afirmam ainda que muitos passam a fazer qualquer coisa para repetir a experiência, mas isto vale só para a centaurina que ele beijou. As fadas nunca seduzem ninguém, mas se a fada tiver aparência de uma humana jovem e tiver uma ligação com o humano, ela ganha +1 em Sedução Passiva (+2 se tiver numa forma cuja altura seja menos de 90 cm menor que o humano).

Tritões – Os tritões raramente se relacionam com outras raças, além disto, as sereias são a raça mais sensual de Akaŝa, portanto para tentar seduzir um tritão é preciso ter muito peito (em todos os sentidos). As humanas ganham -2 sed; os anjos normais não chegariam a se relacionar com um tritão, poderia haver uma remota possibilidade de uma anjo-negra tentar algo assim, neste caso ela ganharia -2 sed ou, se o tritão a considerasse bem exótica, -1 sed. Centaurinas são inimigas dos tritões, portanto jamais tentariam seduzir um. Tritões são inimigos dos demônios, e só seria seduzido por uma demônio mediante feitiço ou encantamento. Eles têm muita afinidade com as fadas, mas elas nunca tentariam seduzi-los.

Centauros – Centauros não podem ser seduzidos por outras raças, nem sobre feitiço.

Anjos – Existem mais anjos fêmeas que anjos machos, portanto os machos raramente vão se interessar por fêmeas de qualquer outra raça (pois consideram todas raças inferiores) e também os anjos não se dão à aventuras fugazes. A única possibilidade de ocorrer uma sedução inter-racial aqui seria se um anjo fosse meio corrompido e se interessasse por uma humana MUITO sedutora, ainda assim ela ganharia -1 sed (-2 se ele for bem arrogante). Obs: anjos, mesmo corrompidos, são quase impossíveis de serem enfeitiçados.

Anjos-Negros – Os anjos-negros se relacionam mais com humanos que os anjos “brancos”, portanto, ainda que deem preferência para as anjos-negras, os anjos-negros podem ser seduzidos pelas humanas com sed -1; as sereias podem seduzi-lo sem mods. Uma demônio poderia seduzir um anjo-negro por feitiço ou encantamento (eles são mais fáceis de sofrer um feitiço que outros anjos, ainda assim são mais difícil que um humano), fora isto, os anjos-negros poderiam ser seduzidos por uma demônio apenas se ele já tivesse algum relacionamento com os demônios, como p.ex. uma aliança contra os anjos-brancos.

Demônios – Demônios normalmente não são seduzidos nem mesmo por outros demônios da uma raça demoníaca diferente (eles podem manter relacionamentos com outras raças, mas não baseados na sedução). O mestre pode fazer uma exceção para casos como as Almas Malditas.

Fadas – As fadas não demonstram nenhum interesse sexual (embora possam parecer sensuais às outras raças, pois sensualidade e sexualidade não são obrigatoriamente ligadas), portanto não podem ser seduzidas, nem mesmo por outras fadas. Porém, se sua ligação for com outro personagem, elas podem até vir a consentir em terem algumas relações sexuais com este personagem. Isto será considerado como mero favor ao personagem, não terá nada de emotivo.